Link para Pesquisa – O Que Os Filhos Pensam…

Link para Pesquisa – O Que Os Filhos Pensam…

 

O que os filhos pensam…

Olá..

O intuito desta pesquisa é colher informações que ajudem os pais compreenderem um pouquinho do que se passa na caixa indecifrável, que é a cabeça de um filho; ajudando-os a desbravar esse território desconhecido com características únicas e encantadoras…

Responda o número de perguntas que desejar, pode parar a hora que quiser, porém, ficarei muito grata se você concluir o questionário.

Outro ponto importante, é que você não precisa se identificar para responder o questionário.

Caso você queira receber o resultado, deixe seu endereço de e-mail no final do questionário.

Obrigada pela visita.

Link para pesquisa >>> O que os filhos pensam…

Anúncios

Os números de 2015 – De Novembro a Dezembro

Os duendes de estatísticas do WordPress.com prepararam um relatório para o ano de 2015 deste blog.

Aqui está um resumo:

Um bonde de São Francisco leva 60 pessoas. Este blog foi visitado cerca de 330 vezes em 2015. Se fosse um bonde, eram precisas 6 viagens para as transportar.

Clique aqui para ver o relatório completo

TAG: Descobrindo Novos Blogs

TAG: Descobrindo Novos Blogs

Fui convidada por Jaqueline Bastos, do blog O eu insólito, para responder a Tag: Descobrindo Novos Blogs. Muito obrigada pelo convite, amei a experiência!! beijinhos

As regras são:

Agradecer a quem te indicou, colocando o nome e o blog da pessoa;
Responder as perguntas abaixo;
Indicar até 10 blogueiros para responderem a tag;
Avisá-los do convite;
Formular 10 perguntas para eles responderem.

Respondendo as perguntas de Jaqueline:

1- Devido toda crise aqui no Brasil, se pudesse ir morar em outro país qual seria? Por que ?

R: Nunca pensei  morar em outro país, amo o Brasil ! O Brasil já passou por crise, outros países já passaram por crise e ainda passam. O que faz diferença em nossa vida é a forma que encaramos a crise, ela vai passar, e quando passar eu estarei mais forte! 

2-  Como cidadão você se sente culpado de alguma maneira por essa crise? ( Exemplo :  Você os elegeu … )

R: Eu acredito que em alguns momentos tenha sido omissa e passiva, por  escolher não me envolver em discussões políticas, por não somar minha voz com a de milhares de brasileiros que clamam por investimentos na saúde, educação, segurança… nas redes sociais, nas passeatas e abaixo-assinados. Por não acompanhar as sessões das câmaras de vereadores, Câmara de deputados e Senado.

3- Existe ainda algum politico no qual você votaria? ( Qual e por que ? )

R: Infelizmente, hoje eu não tenho nenhum candidato, não sei amanhã como será. Vejo que todos os que conheço fazem o jogo do partido, ainda que inicie com boa intenção, acabam se perdendo em meio aos intermináveis acordos que fazem  para manterem-se no poder.  Mas ainda tenho esperança, e sonho no tempo que me surpreenderei com a revolução na política trazendo bons e novos tempos.

——- parando de falar de Política ——-

4- Falta bem pouquinho para o fim de 2015… qual foi a sua maior conquista neste ano?

R: A retomada em minha vida profissional.

5- Se pudesse resumir seu 2015 em uma só palavra, qual seria?

R: Superação.

6- Resuma em uma frase simples o que espera realizar em 2016:

R: Realizar sonhos que estavam adormecidos.

———–

7- O que você entende por JUGO DESIGUAL?

R: Crenças diferentes que levam a um descompasso no caminhar, seja a área que for de nossas vidas. Sempre existirá uma pessoas que sofrerá mais com as consequências geradas pelos desacordos.

8- O que você entende por SEQUESTRO DE SUBJETIVIDADE ?

R: Abuso, violação. Sufocar a essência do indivíduo.

9- Qual o seu temperamento?

R: Num teste que fiz, indica que possuo uma combinação de temperamentos, sanguíneo-colérico. O predominante é o sanguíneo.

10- Qual a pergunta que você sempre faz a si mesmo?

R: Consegui desempenhar “meus papeis” no dia de hoje?

Blogs indicados para participarem do movimento:

Coaching, Eagle Coaching Blog;

Redmomoon;

Calil Simões, Muito Calil;

PrimeWork, HWBlog;

Nivaldo Magalhães, Inspire Ousadia;

Mel, Santas e Loucas;

Tynha, Autoestima de Mulher;

People TI;

Cíntia Silveira, Dono do Meu Sorriso;

Agda Marianne, Toq’ Sutil.

Desde já, muito obrigada por você participar!

-> Seguem as perguntas:

1-Falta bem pouquinho para o fim de 2015… qual foi a sua maior conquista neste ano?

2- Se pudesse resumir seu 2015 em uma só palavra, qual seria?

3- Resuma em uma frase simples o que espera realizar em 2016.

4- Por qual motivo criou o blog?

5- Se você tivesse apenas mais um dia de vida, o que faria?

6- Tem algum dom que você gostaria de ter?

7- Que gênero de livros prefere? Tem um livro de cabeceira?

8- Se tivesse que mudar algo no mundo o que mudaria?

9- Como se imagina daqui a 10 anos?

10- Um momento inesquecível em sua vida.

Fim..

Beijo no coração!

 

Seu futuro em suas mãos

sucesso 2

 

Posso também assegurar que vocês terão uma experiência espetacular ao decidirem começar seu negócio. Aproveitem cada dia, cada hora, cada minuto. Aproveitem tudo! E não parem até sentir ter colocado em prática todo o seu potencial, em toda a sua plenitude! Não parem até realizar seus sonhos, mesmo aqueles mais impossíveis. Não parem até cumprir seu destino pleno, revelando a pessoa que vocês – e somente vocês – são capazes de ser!

Mary Kay Ash

Quando o sonho vira realidade

sonhar

O que preciso saber antes de iniciar meu negócio?  – Parte I

Você sonha com seu próprio negócio, mas está insegura em inicia-lo? Acha que o cenário econômico do país não é favorável e está esperando um momento melhor? Vou listar seis pontos importantes que poderão ajudá-la à tomar uma decisão. Quero lembra-la de que um empreendedor não espera o momento ficar favorável, ele faz o momento ser favorável. Saiba mais em  As Principais Características de um Empreendedor de Sucesso. Vamos tratar de pontos que muitas vezes não damos o devido valor, mas se tratados com a devida importância poderão minimizar os riscos e aumentarão as chances de você ser bem sucedido nas tomadas de decisões.

Aconselho que pegue papel e caneta para anotar suas respostas.

  1. Por que você quer ter o seu próprio negócio? A pergunta pode até  parecer óbvia, mas a verdade é que muitas pessoas iniciam seu negócio sem refletir quais são os reais motivos para tomar essa decisão. Se a sua motivação está em ter mais tempo livre ou em agendar as férias na data que você quiser, esqueça! Esse é um desejo que se realizará em longo prazo! Por um bom tempo você precisará dedicar total atenção e muitas horas de trabalho duro para alavancar seu negócio, sem a certeza de quanto vai receber por isso. Você deseja essa mudança em sua vida o bastante para se dedicar atenção na proporção que o negócio exigem?
  2. Você já definiu qual será seu negócio ? Muitas pessoas sonham com o negócio próprio, mas ficam indecisas diante de tantas opções promissoras. Se você se encontra nessa situação, aplique a estratégia da eliminação. 1-Você tem habilidades na área do negócio que quer abrir? 2- Você tem apenas informação ou  profundo conhecimento deste negócio? 3- O quanto esta opção de negócio permite você inovar e ousar? 4- Já possui um plano de trabalho ou saberia como estrutura-lo? 5- Conhece o verdadeiro potencial de faturamento do negócio ou o que você tem são apenas suposições? 6- A possibilidade real de lucro atende sua expectativa e necessidade? Acho que as idéias estão clareando, não é mesmo?
  3. Como você se comporta liderando alguma atividade? Se você ainda não teve a oportunidade de avaliar sua liderança em ambiente profissional, atente para seu comportamento nos diversos papeis que desempenha no seu cotidiano. Independente de você necessitar de colaboradores ou não, este papel tem que estar bem afinado. Ele é o reflexo de seu comportamento como uma boa gestora, através do   foco, do planejamento, da divisão de tarefas, de estabelecer metas, de influenciar pessoas, de agregar valor a coisas e pessoas, e atrair seu público alvo. Em meu ponto de vista estes comportamentos são os mais importantes!
  4. Qual recurso financeiro você possui? Esse é um ponto muito importante. Porque o recurso não deve ser somente o suficiente para iniciar o seu negócio e sim garantir a sobrevivência de seu negócio por pelo menos  6 meses. Digo isso com grande conhecimento de causa. Sua dedicação, seu planejamento e  seu conhecimento são pilares importantíssimos, mas o recurso financeiro permitirá que você foque no desenvolvimento e crescimento do negócio ao invés de se preocupar com a sobrevivência dele  mês após mês. Se você não possui recurso suficiente para manter o negócio nos próximos meses, uma opção é reavaliar os gastos com a implantação do negócio e ver o que você ainda pode economizar para garantir uma reserva.
  5. Quais são suas metas para o negócio a curto, médio e longo prazo? Um dos benefícios de estipular as metas será a possibilidade de avaliar se o desempenho do negócio está de acordo com suas expectativas. Outro benefício é o foco para o crescimento do negócio. Muitas pessoas ao negligenciarem as metas de médio e longo prazo, desperdiçam a oportunidade de expansão do negócio. Outro benefício das metas estipuladas é maior segurança nas tomadas de decisões.
  6. Sua família está envolvida no processo? Minha família apoia meu negócio? A família sempre foi nossa base e é necessário que envolvamos todos no processo. Idéias, novas soluções e possíveis precauções podem ser alguns dos conselhos dados por aqueles que sonham conosco, mas não deliram como nós…rsrs O apoio e compreensão daqueles que convivem conosco são imprescindíveis, nem que seja só para não tirar nosso foco e nos permitir dedicar os esforços necessários para alcançarmos o êxito. Mais uma vez digo com grande conhecimento de causa, sou mãe e esposa! rs

O seu futuro está em suas mãos, seja confiante, você consegue!

Em nosso próximo post, abordarei novos pontos importantes para o êxito em todas as etapas da implantação do negócio.

Aguardo seu comentário sobre a matéria, e também sugestão de tema para abordamos nos próximos posts.

Beijo no coração!

 

Os macacos e as bananas

image

Dois cientistas colocaram cinco macacos numa jaula, lá tinha uma escada debaixo de um cacho de bananas preso no alto da jaula. Toda vez que um macaco subia a escada para pegar uma banana, os que estavam em baixo levavam jatos de água fria.  E assim os jatos se repetiram  por várias vezes, até que  quando um macaco decidia pegar uma banana os outros davam uma surra nele, impedindo que subisse na escada para pega-la. Esse comportamento se repetiu até que nenhum macaco quis mais pegar bananas. Então os cientistas começaram a substituir os macacos do grupo A (que passaram pela experiência do jato de água fria) por macacos do grupo B (que não passaram pela experiência do jato de água fria). Quando o primeiro macaco do grupo B substituiu um macaco do grupo A, foi direto subir a escada para pegar uma banana, imediatamente os outros do grupo A deram uma surra e o impediram de subir a escada. Um segundo macaco do grupo B subtituiu um outro do grupo A, e o que aconteceu? Isso mesmo, levou uma surra dos macacos do grupo A,  e também do macaco do grupo B (que não tinha levado os jatos de água fria) . Novamente  o comportamento se repetiu até a substituição do último  macaco do grupo A. Agora encontravam – se cinco macacos do grupo B (os que não tinham tomado o jato de água fria), mas nenhum subia a escada para pegar banana.

Se perguntássemos àqueles macacos porque eles se comportavam daquela maneira, possivelmente responderiam: Me ensinaram assim, nunca questionei ou tentei de outra forma!

Quantas vezes nós nos comportamos e respondemos desta maneira! Quantas vezes deixamos de tentar um novo caminho, executar um plano, realizar um sonho, simplesmente  porque aprendemos que não é  possível, porque aprendemos que este sonho está fora de nossa realidade, porque aprendemos que isso não é tão fácil quanto achamos? E assim vai…

Se analisarmos o comportamento dos macacos do grupo A, suas reações eram certas para o momento que viviam. Mas não deviam ser repetidas pelo grupo B, que não passou pela mesma situação, a não ser o aprendizado de que não devia tentar pegar a banana.
O que quero dizer com isso? Que você SE questione quando alguém se opuser a sua idéia, tenta podar seu sonho, ou impedir que você se expresse de forma autêntica. Temos a tendência de reproduzir aprendizados que em algum momento foram eficazes, se encaixaram a determinada situação ou época, porém, para o SEU momento, o SEU sonho, os SEUS projetos não se aplicam!
Não  estou dizendo que não devemos partilhar nossas experiências ou então não devemos aprender com os outros, e sim, é que devemos adaptar as experiências  à situação e ao tempo, levando em consideração suas particularidades. Muitas são as experiências que nos inspiram e isso é fundamental em nossa caminhada! Ser ensinável é impressindível.
Lembre-se:

Quando padrões são quebrados, novos mundos são criados.

O que, ou quem tem sido seu balde de água fria, impedindo que você siga confiante ?
Permita – se viver o novo, ousar, reinventar, ser um empreendedor!

Beijo no coração!